3 coisas que não te contaram sobre o caroço de abacate

O que não te contaram sobre o caroço de abacate

Descubra 3 coisas que ainda não te contaram sobre o caroço do abacate


Tem havido uma nova “tendência” ultimamente que é a apologia aos benefícios do caroço de abacate. São tantos dizendo (basicamente) a mesma coisa que, é claro, a maioria acredita e corre pra comer o “santo caroço”. Mas será que essas afirmações tem comprovações científicas ou isso não passa de mais uma “modinha”?
Não querendo ir na contramão ou polemizar, mas tentando colocar um pouco de equilíbrio nessa balança, nos aprofundamos um "poquito más” nesse assunto, afinal, pra tomar uma boa decisão temos que conhecer todos (ou o máximo possível) de argumentos, né? Quando se trata da nossa saúde então, informação nunca é demais.

A informação que temos encontrado ultimamente é de que o caroço contém vitaminas, fibras, antioxidantes, etc, etc e tal. Depois lemos toooooodos os benefícios “milagrosos” de cada um deles pra nossa saúde até nossos olhinhos brilharem e uma mensagem chegar até nosso cérebro: “Você precisa disso!” e, não importa o gosto ruim e amargo que “isso” tenha, pois já entramos no zombie mode hehe.

Pois bem, vamos lá:

1 - Estudo científico

Em primeiro lugar, temos que entender que, qualquer estudo feito sobre os benefícios de comer a semente do abacate foram feitos à partir do extrato do caroço, e isso NÂO é a mesma coisa que pegar o caroço do abacate, secar, ralar e comer. E mesmo assim, estes estudos com extratos não tem sido conclusivos.
Ademais, não há nenhum estudo científico sólido sobre o perfil nutricional das sementes do abacate e também não existem estudos conclusivos sobre os reais benefícios e contraindicações de ingerir o caroço. Em outras palavras, podem haver alguns benefícios em se ingerir o caroço do abacate mas esses benefícios versus os riscos ainda não estão claros por não terem sido devidamente estudados.

2 - Outras fontes contém as mesmas propriedades medicinais

Além do caroço conter as mesmas propriedades que outros alimentos, os aclamados polifenóis da semente do abacate também são os mesmos encontrados em tantas outras fontes como vinhos tintos, abacaxi, banana, chá-verde e pasmem: no restante do abacate, aquela parte que você JÁ come. Todos essas outas fontes são consideradas seguras para comer e, em relação ao caroço de abacate, essa ainda é uma área nebulosa visto que, aparentemente, o caroço contém compostos tóxicos e a esmagadora maioria que apregoa seus benefícios não pode te dar certeza se realmente é seguro se alimentar deles.

3 - Parecer de experts

Sobre esse tema, a Comissão de Abacates da Califórnia é clara quando não recomenda comer o caroço. Em suas próprias palavras: “a Comissão de Abacates da Califórnia não recomenda o consumo do "caroço" ou a semente de um abacate. a semente de um abacate contém elementos que não são destinados ao consumo humano.”

Então, reiterando: não existem estudos comprovando se realmente trazem tantos benefícios ou se podem causar danos, podemos conseguir os mesmos nutrientes através de outras fontes (muito mais gostosas, aliás), e quem entende do babado tá dizendo que não é seguro comer.

Bom, então é isso. Agora que você tem um bocadinho mais de informações e conhece alguns segredos do caroço do abacate, está mais apto a decidir se quer ou não comê-lo.
Essa redatora que vos escreve sabe que abacates são ricos em fibras, gorduras boas, antioxidantes, vitaminas, minerais e acha que eles têm um gosto incrível “dimais de bão”, mas não vai ser convencida a começar a comer as sementes, pelo menos até ter certeza que realmente possuem (muito mais) benefícios que outras fontes e, principalmente, não fazem mal à nossa saúde.

Se você gostou deste artigo, então vai gostar também de 6 coisas que não te contaram sobre o leite de soja

Beijos e até a próxima.