Protetor solar: perigo à flor da pele

Protetor solar: perigo à flor da pele

Filtro solar: entenda o que você está colocando na sua pele


Saiba quais são os perigos ocultos no protetor solar.


Não querendo te assustar mas já te assustando, você sabia que, em sua grande maioria, os protetores solares fabricados no Brasil, podem, além de provocar outras doenças, causar mais câncer do que prevenir? Isso acontece porque a maior parte dos protetores solares tupiniquins, protege contra os raios UVB mas não contra os raios UVA, e são os UVAs que causam doenças, como câncer de pele. Além disso, existem substâncias tóxicas e cancerígenas no protetor solar convencional, incluindo substâncias que já foram banidas de países de primeiro mundo.


Raios UVA e raios UVB
Os raios UVA penetram na pele e são eles que podem causar manchas, fotoenvelhecimento, rugas e doenças, como o câncer.
Os UVBs ajudam a proteger contra várias doenças e vários tipos de câncer, inclusive o de pele. Eles ficam na camada superficial da pele, por isso, depois de um tempo de exposição, a pele começa a ficar vermelha.
Então, quando você passa um protetor solar convencional, você não só está deixando os raios nocivos passarem como está impedindo que os raios benéficos façam seu trabalho.
Mas como os raios UVB fazem seu trabalho? São eles que ajudam nosso corpo a fazer a síntese da vitamina D (no Brasil, mais de 70% da população tem carência dessa vitamina). Manter os níveis normais dessa vitamina no organismo reduz os riscos de câncer em até 85% e ajuda a prevenir 17 tipos de câncer e outras doenças. Veja a matéria sobre a vitamina D e o como fazer uso inteligente do sol aqui.

Tipos de filtros solares:
  • Químico: penetra na pele e suas moléculas absorvem a radiação e a transforma em radiação de baixa energia. O problema desse tipo de ptotetor é que as substâncias químicas, ao penetrar nas camadas mais profundas da pele, são absorvidas e podem interferir no sistema hormonal, além de provocar diversos tipos de enfermidades, inclusive câncer.
  • Físico: composto basicamente por minerais (óxido de zinco e/ou dióxido de titânio), que formam uma barreira física na pele (sem serem absorvidos por ela), refletindo os raios. É, literalmente, um bloqueador.

Como escolher o filtro solar?
O que você deve procurar em um protetor? Um que não tenha substâncias nocivas e que tenha em sua composição proteção tanto pra UVA quanto pra UVB. Sim, o UVB é benéfico, mas você só precisa de um pouco dele diariamente. Depois disso, passe o protetor.
Evite protetor solar em spray ou pó, que podem ser inalados, prefira creme ou loção. Opte por filtros solares sem perfume porque a fragância artificial é mais um produto químico adicionado à fórmula e já vimos que os produtos químicos penetram na pele e causam danos.
Enfim, o mais seguro é usar um filtro solar físico, que não causa nenhum mal ao nosso organismo nem ao meio-ambiente.

Qual FPS usar?
O fator de proteção mínimo recomendado é de 15 e, para uma pessoa morena clara esse é suficiente. Já quem tem a pele branca e cabelos loiros ou ruivos o de 30 é a melhor opção. Não vale muito a pena investir num fator acima de 30 porque a proteção não é proporcional. Por exemplo, a proteção no FPS 30 fica em 96%, no FPS 40 fica em torno de 97,5%, e o FPS 100 atinge 99%. Já a diferença de valor entre um 30 e um 100 é enorme, então, fique tranquilo com seu trintinha que já tá de bom tamanho.
Ainda falando sobre FPS mais altos, o Dr. Lair Ribeiro dá um belo exemplo sobre a não necessidade de usar FPS acima de 30. Vamos pegar, por exemplo, uma pessoa que leva 30 minutos para ficar vermelha sem protetor solar: quando ela passa um protetor solar de FPS 30, multiplica 30 por 30, então vai levar 15 horas para isso acontecer (para ficar vermelha), e não tem lugar no mundo que tenha sol seguido durante 15 horas. Isso com um protetor de 30, imagina o de 60 e de 100. Então, a não ser que você esteja de viagem marcada para o sol, você não precisa de mais que 30. hehe

O que é PPD?
Protege contra UVA. Persistent Pigment Darkening) ou FPUVA (Fator de Proteção UVA). O PPD deve representar, no mínimo, um terço do FPS, então se o FPS é 30, o PPD deve ser de 10 ou mais, por exemplo.
Algumas vezes o PPD está marcado como um sinal do mais do lado do FPS e vai de 1 + até 4. UVA+ significa proteção baixa, UVA++ significa proteção média, UVA+++ significa proteção alta e UVA++++ significa proteção muito alta. Os UVA+++ e UVA++++ são as melhores opções, por oferecerem mais proteção.

O que é fundamental encontrar no rótulo do filtro solar para estar protegido contra UVA e UVB?
  • Proteção contra UVA e UVB, obviamente.
  • Dióxido de titânio ou Titanium dioxide
  • Zinco, óxido de zinco ou Zinc
  • Tinosorb
  • PPD

Substâncias nocivas que podem ser encontradas em um filtro solar.
  • oxibenzona: é absorvida pela pele e afeta o sistema hormonal, pode causar câncer, problemas cardiovasculares e é alergênico
  • retinol ou palmitato de retinol: alergênico e pode causar câncer
  • Parabenos: afeta o sistema hormonal.
  • Fetalatos: afeta a reprodução e provoca defeitos genéticos
  • almiscares sintéticos:passam para o leite materno, afetam o sistema hormonal e são nocivos para o meio ambiente.
  • PABA ou ácido aminobenzoico: pode causar alergia, fotossensibilidade e câncer

Algumas vezes as substâncias nocivas podem estar escritas em inglês ou então são usados sinônimos.
  • benzophenone-3
  • oxybenzone
  • retinyl palmitate
  • aminobenzoic acid
  • homosalate
  • 4-methyl-benzylidene camphor (4-MBC)
  • octyl-methoxycinnamate
  • octyl-dimethyl
É isso aí, pessoal, façam bom proveito das informações e cuidem-se. Até a próxima. ;)